Metodologia cientifica livro pdf

  • admin
  • Comments Off on Metodologia cientifica livro pdf

Esses processos de conhecimento, aliado ao senso comum, levam o homem a uma imagem do universo. Porém metodologia cientifica livro pdf homem não se contenta e busca um conhecimento mais exato, um conhecimento científico.

Definição: é o conjunto de procedimentos ou técnicas utilizados para a investigação de um fenômeno ou para se chegar à verdade. Dependendo do tipo de raciocínio utilizado, usa-se um desses tipos: dedutivo, indutivo, hipotético-dedutivo, dialético e fenomenológico. Dedutivo: é o caminho das conseqüências, partindo do raciocínio geral para o particular, chegando a uma conclusão particular. Indutivo: é o caminho inverso a dedução. Parte-se do raciocínio particular para chegar a uma conclusão geral. Cobre, ouro e ferro são metais. Hipotético-dedutivo: é um raciocínio que trabalha com afirmações que são hipóteses, que serão verificadas posteriormente.

Parte de considerações gerais, para chegar a uma conclusão particular. Suas conclusões são baseadas em fatos supostos, que não darão uma veracidade a conclusão, mais sim uma possibilidade. Todos os estudantes que estudam passam nos exames. Ora, se Henrique é estudante e estuda. Todos os pais dão presentes aos filhos estudiosos. Ora, se José é um filho estudioso. Logo, ganhará presentes de seus pais.

Dialético: é o método que investiga a realidade pelo estudo da sua ação recíproca, da contradição de fenômeno e da mudança que ocorre na natureza e na sociedade. Não se limita a apenas questões ideológicas, geradoras de polemicas. De forma geral, esse método opõe-se a todo conhecimento rígido: tudo é visto em mudança constante, pois há algo que sempre surge e se desenvolve, e algo desagrega e se transforma. Fenomenológico: método que se limita apenas com o dado, o fenômeno, não leva em conta sua natureza real ou fictícia. Visa somente os aspectos essenciais e internos do fenômeno, sem lançar mão de deduções e empirismos. Definição: ao contrario dos métodos de abordagem, estes tem caráter específicos, e relacionam-se não com o plano geral do trabalho, mas sim com suas etapas especificas. Estes não são exclusivos entre si, e devem ser adequados a cada área de pesquisa.

São eles: estatístico, comparativo, experimental, tipológico, histórico, funcionalista, estruturalista e clínico. Estatístico: baseia-se a utilização da teoria das estatísticas das probabilidades. As conclusões obtidas apresentam grande veracidade, embora admitam margem de erros. Os dados estatísticos possibilitam a comprovação das relações entre fenômenos, e obter respostas sobre sua natureza, ocorrência e significado. Exemplo: pesquisa sobre o numero de jovens e entram num curso superior e os que concluem o mesmo. Comparativo: realiza comparações, a fim de verificar semelhanças e explicar divergências.

Suas comparações podem ser feitas com grupos no presente e no passado, ou entre existentes no presente e no passado, quanto para relacionar sociedades de iguais níveis, ou de estágios de desenvolvimento diversos. Exemplo: pesquisa sobre a sociedade européia no século XVIII e a sociedade brasileira na mesma época. Experimental: consiste no conjunto de processos utilizados para a verificação de uma hipótese. No geral as técnicas na experimentação é o determinismo: nas mesmas circunstancias, as mesmas causas produzem os mesmos efeitos.

Tipológico: procura comparar fenômenos sociais complexos, onde se cria tipos ou modelos ideais, construídos a partir da análise de aspectos essenciais do fenômeno. Histórico: parte da investigação de acontecimentos, processo e instituições no passado, para verificar se há alguma influencia na sociedade atual. Para compreender melhor a função e natureza de instituições, costumes e forma de vida social, é importante pesquisar suas origens e raízes do passado. Exemplo: para descobrir e entender as causas da crise mundial é necessário pesquisar fatores que a influenciaram no passado. Funcionalista: é um método mais interpretativo do que investigativo. Suas conclusões são baseadas na interpretação do estilo de vida de uma sociedade.

Sabendo que este método considera toda atividade social e cultural é funcional ou desempenho de função. Exemplo: averiguação da função dos usos e costumes, no sentido de assegurar a identidade cultural do grupo. Estruturalista: parte do fenômeno concreto, passa pelo abstrato e volta para o concreto. Dispõe de um modelo para analisar a realidade concreta dos diferentes fenômenos. Exemplo: estudo das relações sociais e a posição que estas determinam para os indivíduos e os grupos, com a finalidade de construir um modelo que passa a retratar a estrutura social onde ocorrem tais relações. Clínico: baseia-se na investigação e na pratica terapêutica, caracterizando em uma atitude clinica. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2002.

Metodologia da pesquisa científica Diretrizes para elaboração de projetos depesquisa. O conhecimento, a ciencias e o metodo cientifio O conhecimento, a ciencias e o metodo cientifio. The Scientific Electronic Library Online – SciELO is an electronic library covering a selected collection of Brazilian scientific journals. The library is an integral part of a project being developed by FAPESP – Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, in partnership with BIREME – the Latin American and Caribbean Center on Health Sciences Information.